Nossas produções fotográficas

Durante os quatro dias de oficinas, realizadas durante o 3º Festival Literário de Extrema, a equipe de jovens repórteres documentou o festival, as palestras, atividades, as entrevistas com os autores, o clima do evento, além de realizar dois ensaios fotográficos (Leitores e Pés). Veja aqui abaixo o material fotográfico produzido pelos jovens. Crédito das fotos: ©ColetivoJovemRepórterExtrema Abertura do Festival Literário de Extrema 2016 Álbum – Jovens Repórteres/Extrema 2016 … Continue reading Nossas produções fotográficas

“A ficção é a minha liberdade, meu delírio, minha loucura”, diz Ignácio de Loyola Brandão

A Jovem Repórter Luana Gasparetto conversa com o escritor Ignácio de Loyola Brandão sobre a literatura na sua infância, o apoio de seu pai à leitura, sobre sua evolução literária, sobre a liberdade do processo ficcional e sobre seus livros não ficcionais. Continue reading “A ficção é a minha liberdade, meu delírio, minha loucura”, diz Ignácio de Loyola Brandão

“Comecei a perceber a densidade da literatura lendo poesias”, declara o escritor José Castello

Neste vídeo, a Jovem Repórter Luhanah Apollonio de Andrade, de 15 anos, pergunta ao escritor sobre sua trajetória literária, suas motivações, sobre seu amor pela poesia, sobre seu novo romance e seu forte envolvimento na concepção do romance Ribamar, que retrata o relacionamento difícil entre ele e seu pai. “Ribamar é o romance que tem mais a minha cara”, diz o autor.   Continue reading “Comecei a perceber a densidade da literatura lendo poesias”, declara o escritor José Castello

“Quem me ensinou na vida foi Deus e depois foram os livro”, diz Marcelo Rezende

No último dia de Festival (ahhhhh) , filas se formaram na porta do Clube Literário, para a palestra mais concorrida do evento, com o jornalista e apresentador Marcelo Rezende. Confira nos vídeos abaixo alguns trechos da palestra e uma rápida entrevista dada a nossas repórteres, em que o jornalista fala de seu novo livro, “Corta pra Mim”, de sua relação com os livros e de seu trabalho investigativo … Continue reading “Quem me ensinou na vida foi Deus e depois foram os livro”, diz Marcelo Rezende

Marcelino e a “ditadura da leitura”

Num dos mais animados debates do Festival, que contou ainda com a presença do escritor paraense Edyr Augusto e da mediação de Cadão Volpato, Marcelino Freire discute a questão do incentivo à leitura aos jovens. “A leitura imposta é chata. Literatura é vida, e tem de ser ensinada assim”, declarou. Veja um trechinho da mesa. ©Foto: Coletivo Jovem Repórter Extrema   Continue reading Marcelino e a “ditadura da leitura”

“Sou mais conhecido na França que no Brasil”, diz Edyr Augusto

Com três livros publicados na França e um na Inglaterra, Edyr Augusto fala da carreira literária no Brasil e na Europa, de seus novos trabalhos, de jornalismo e anuncia um novo livro que sairá em breve pela Editora Boitempo. Veja no vídeo a entrevista exclusiva dada à repórter Isabelly Vitória. Continue reading “Sou mais conhecido na França que no Brasil”, diz Edyr Augusto

“Escrever é inspiração, mas a maioria é transpiração”, diz Biajoni

O escritor Luiz Biajoni conversa com a jovem repórter Isabella Morbidell sobre seus romances, sobre o processo para escrever “Elvis e Madona” e sobre a importância de disseminar os conteúdos de nosso festival, em especial entre os professores. Biajoni também analisou se dá ou não para viver de literatura no Brasil. “Se as pessoas não lerem livros, como os autores vão viver de literatura? Livros deveriam … Continue reading “Escrever é inspiração, mas a maioria é transpiração”, diz Biajoni

Literatura é vida

O pernambucano Marcelino Freire e o paraense Edyr Augusto fizeram, neste sábado 15/8, um dos debates mais animados deste 2º Festival Literário. Na pauta, a riqueza do regionalismo na literatura. Sob a mediação de Cadão Volpato, os autores conversaram sobre Pernambuco, Pará, Belém, Sertânia, e como sua terra natal exerce influência em sua literatura. “O livro que eu mais leio é a rua, é na rua que eu vou percebendo a … Continue reading Literatura é vida

Cinema e literatura

A relação entre cinema e literatura foi tema do debate “Cinema Adaptado”, ocorrido sábado com a presença de Lourenço Mutarelli e Beto Brant. Mutarelli contou como foi atuar em dois filmes que tiveram roteiros baseados em livros de sua autoria, “Natimorto” e “Cheiro do Ralo”. Confidenciou não ter gostado de uma dessas adaptações – o filme “Quando Eu Era Vivo”, dirigido por Marco Dutra –, … Continue reading Cinema e literatura